Pelas ruas de Tóquio - 2

Nos pés.

 

Botas. Mesmo com 35 graus, botas são palavra chave. Não é nenhuma novidade, no entanto eram 3 os tipos de bota que se viam pelas ruas e em todas as montras.

 

As Palladium. Lembram-se deste clássico? Um substituição perfeita para as All Star. No entanto, a própria marca Converse, assim como a Vans, tinham modelos idênticos - iguais, iguais, iguais, às Palladium. Aqui por Hong Kong não chegaram ainda - estranhamente - e em Tóquio o meu número estava esgotado nas cores que me apeteciam. Já ando a ver como conseguir umas desde casa. Compra online, seguramente.

 

 

As amazonas da Aigle. Em substituição das galochas clássicas introduzido às umas boas temporadas pela Hunter, a Aigle arrasa em Tóquio com as suas botas de montar em borracha. Antes usadas apenas por quem montava, andam pelos pés de japonesas de todas as idades. São muito mais elegantes que o look "jardineiro" das Hunter, a borracha é mate e tem um aspecto de pele. São ligeiramente elásticas e com interior em pele - em alguns modelos. Há também em botim, com elástico dos lados, e na versão duas cores. Curiosamente pelas lojas multi-marca já apareceram as "inspiradas em" a preços muito mais acessíveis. Do top 3, o meu voto foi inteiramente para as Aigle.

 

 

Fracap. Sem dúvida o primeiro lugar do posto em questão de popularidade, mas deixei para último, porque não acho muita piada ao modelo em si. As Fracap são Made in Italy mas vendidas exclusivamente no Japão. Apenas uma visita a terras nipónicas as tornam acessíveis. Não são novas, no entanto esta temporada o modelo foi usado por tantas, tantas marcas que passou a ser uma verdadeira epidemia. Eram a peça de destaque de quase todas as lojas alternativas da zona de Omote-Sandó. Não as acho nada giras, por isso é moda à qual não penso aderir.

publicado por Marta às 08:44 | link do post | comentar | partilhar